É possível parecer mais jovem fazendo exercícios faciais?

Descubra se a ginástica facial realmente consegue trazer os efeitos desejados a longo.

Assim como o restante do nosso corpo, nossa face é repleta de músculos. Eles ajudam a desempenhar importantes tarefa, como a mastigação, garantem sustentação, proteção e além de tudo isso também são responsáveis pela nossa estética.

Os exercícios faciais surgiram como uma alternativa de combate ao envelhecimento, onde o praticante permanece realizando algumas “poses” ou “caretas”, para ficar mais fácil o entendimento, para ajudar a manter o tônus muscular e consequentemente a jovialidade.

Desde que este método se tornou popular diversas pessoas perguntam sobre sua eficácia e se eles realmente são capazes de resolver alguns dos problemas que enfrentamos conforme ficamos mais velhos.

Abaixo, nós explicaremos mais sobre este assunto e informaremos quais são as outras medidas que também podem ajudar você a conquistar sua juventude de volta.

Pronta para saber mais a respeito? Continue sua leitura até o final!

Como são feitos os exercícios faciais?

Os exercícios faciais são feitos de maneira individual, sem nenhum tipo de equipamento e também podem ser praticados em qualquer lugar — apesar de que, em muitas situações, eles podem parecer engraçados ou até mesmo constrangedores.

Eles levam cerca de 10 a 20 minutos por dia, e na maioria das vezes, o máximo que é necessário são as mãos para realizar algum tipo de pressão ou massagem localizada, como no caso das pessoas que desejam revitalizar a região ao redor dos olhos.

O princípio por trás do método consiste na realização de poses que devem ser mantidas por alguns segundos. Com o tempo é possível sentir os músculos da face se cansando, o que em tese, indica que os exercícios estão funcionando.

Algumas pessoas relatam que é possível visualizar diferenças dentro de 30 dias. Entretanto, essas diferenças são sutis e em muitos casos este período curto de tempo não é o suficiente para comprovar a eficácia dos exercícios.

Para quem tem realmente disciplina e vontade de fazer, recomenda-se a prática por pelo menos 12 semanas (ou 3 meses) para que sejam comparados os resultados.

E falando neles, os especialistas da técnica indicam que podem haver um levantamento da linha dos olhos, das sobrancelhas e das bochechas.

Eles são o suficiente para a conquista do rejuvenescimento?

Apesar das indicações e dos relatos de inúmeras pessoas, é preciso ressaltar que nem sempre os exercícios faciais funcionam como a maioria das pessoas gostariam que eles funcionassem.

Resultados milagrosos não são possíveis de serem conquistados. A flacidez dificilmente é resolvida, assim como linhas de expressões e outros sinais que são comuns ao envelhecimento.

Apesar disso, saiba que é importante o teste para realmente verificar a eficácia das técnicas. Elas podem ser aplicadas por qualquer pessoa e requerem somente muito tempo e paciência da praticante.

E falando em tempo, saiba que podem levar meses (ou até mesmo anos) para que surjam algumas mudanças realmente visíveis e que realmente consigam fazer a diferença na autoestima da mulher que busca se sentir mais jovem e mais bonita.

Por essas razões, os exercícios faciais podem ser indicados como uma espécie de complemento para os outros procedimentos estéticos que são reconhecidos no mercado da beleza.

O Lifting facial como alternativa

O lifting facial é uma cirurgia plástica que tem como objetivo efetivamente garantir o rejuvenescimento do rosto da paciente. Sendo indicada principalmente para mulheres (ou homens) acima dos 40 anos, seus resultados são expressivos e impressionantes.

O procedimento remove a flacidez, excesso de pele, rugas e as marcas de expressão — basicamente tudo o que os exercícios faciais almejam, mas em menor tempo e de maneira mais “garantida”.

Esses resultados são possíveis graças as técnicas aplicadas na cirurgia, que envolvem algumas incisões e uma série de outros métodos que efetivamente modificam a estética de maneira aparente e de forma mais rápida.

Vale ressaltar que assim como qualquer outra cirurgia, existe a necessidade da avaliação de um cirurgião plástico, assim como uma bateria de exames no pré-operatório e a necessidade de cuidados após a cirurgia.

Leva-se algumas semanas até que o inchaço no rosto diminua, assim como possíveis manchas roxas. Após a cicatrização — e até antes, na verdade — é possível notar as diferenças na fisionomia de maneira instantânea.

Qual procedimento escolher?

A escolha entre os exercícios faciais e a cirurgia plástica depende de inúmeros fatores que devem ser levados em consideração.

O primeiro deles, obviamente, é o investimento. Os exercícios são totalmente gratuitos e você pode buscá-los na internet, enquanto a cirurgia obviamente exige um valor que pode ser considerado alto para muitas pessoas.

Outro fator que deve ser levado em consideração são os resultados. Enquanto uma técnica leva bastante tempo para trazer diferenças estéticas —que podem ser sutis e quase imperceptíveis —, outra garante mudanças rápidas e bem drásticas.

Entretanto, como citamos, a cirurgia plástica exige um período de recuperação e inúmeros cuidados até total cicatrização. Exames e um estado de saúde pleno são imprescindíveis.

Em contrapartida, a ginástica facial pode ser realizada por qualquer pessoa, de qualquer idade e praticamente a qualquer momento. Basta conhecimento e disciplina para permanecer no programa de exercícios.

Não existe período de cicatrização, não existem dores ou necessidade de tomar qualquer medicamento em conjunto. Por ser uma alternativa totalmente natural, é esperado que muitas pessoas tentem em um primeiro momento modificar sua fisionomia desta forma.

A dica que podemos dar para melhores resultados com os exercícios faciais são: alimentação saudável e uma rotina de cuidados com a pele, envolvendo limpeza (superficial e profunda), esfoliação regular, aplicação de hidratante e de filtro solar.

O mesmo pode ser indicado para quem também pretende fazer o lifting facial. Entretanto, saiba que nem todos esses procedimentos podem ser realizados até a total cicatrização do rosto e da orientação médica a respeito do uso desses produtos de beleza.

Gostou do nosso conteúdo de hoje sobre os exercícios faciais? Comente abaixo sua experiência com eles e não deixe de falar sua opinião a respeito do tema — temos certeza que o debate será rico e cheio de novas ideias!

Post: Maria Martim

  1. Siça Ramos
  2. Siça Ramos
  3. Achei lindíssimo , inclusive gostaria de adquirir algumas cestas para decoração, gostaria de saber como posso comprar Maria…

  4. Siça Ramos

    Oi flor no proprio post possuem link clique nas fotos ou nos link vai direto ao site de compra…