\"\"
Destaques,  fashion,  moda,  Outros

Chapéus confira os Modelos Famosos

Modelos mais Famosos para compor seu visual

Companheiro de longa data de homens e mulheres no mundo todo, os chapéus resistem firme ao tempo e às transformações da moda como uma peça que transmite personalidade e estilo próprio. Pode até soar clichê, mas não deixa de ser verdade: o chapéu continua fazendo a cabeça de muita gente.

E de muitas mesmo. Diversos grupos e tribos adotam algum tipo de chapéu para expressar um visual autêntico e que tem a dizer sobre suas identidades. A pluralidade é uma das principais características de um bom chapéu. Por isso, se você possui aquela imagem engessada de homens de terno e gravata usando esta peça décadas atrás como símbolo de formalidade, saiba que as coisas mudaram bastante desde então. Agora, em um mundo mais diverso e preocupado com a subjetividade de cada indivíduo, o céu é o limite para as possibilidades de compor um visual com chapéus. 

Para você descobrir (e se apaixonar) ainda mais sobre o universo da chapelaria, vamos mostrar alguns dos modelos mais clássicos e populares desta peça. Confira:

1.Boina

Sim, a boina é um tipo de chapéu. Escolhemos começar por ela pois é um dos modelos mais versáteis, capaz de compor visuais que vão dos mais clássicos aos mais diferentões. Sua origem é um tanto incerta, alguns a estabelecem na Escócia, outros, no País Basco. Sua difusão se deu durante as duas guerras mundiais, conflitos em que foram amplamente utilizadas pelos militares de quase todos os países envolvidos. 

A boina também possui uma identificação com as artes, em especial aos pintores, em uma versão que se assemelha ao barrete – mais larga e “folgada”. Assim, ela caiu no gosto dos amantes da moda vintage e do visual à la francesa. 

2. Chapéu Coco

Ao contrário da boina, que é flexível, o chapéu coco é duro e não se molda à cabeça. Foi eternizado por Charles Chaplin em seu personagem mais famoso, o Carlitos. A peça surgiu no século XIX e rapidamente se tornou popular entre todas as camadas sociais. No século XX, passou a substituir gradualmente a cartola entre os negociantes ingleses. 

O chapéu coco seguiu como tendência até os anos 1950, ganhando uma sobrevida posterior graças ao filme Laranja Mecânica. Ele também faz parte da indumentária tradicional das Cholitas, um grupo de mulheres indígenas bolivianas.

3. Floppy

De dimensões amplas e aba onduladas, o chapéu floppy esbanja leveza, elegância e transformação social. Isso porque ele foi um dos símbolos da contracultura dos anos 1960 e 1970 e um dos acessórios mais queridos pelas mulheres hippies. Tornou-se a marca registrada da atriz francesa Brigitte Bardot um dos maiores símbolos sexuais e de liberdade do período. 

4. Chapéu Pork Pie

Entre idas e vindas deste modelo, o Pork Pie surgiu como opção para as mulheres, mas logo caiu no gosto dos homens e passou a ser uma peça predominantemente masculina. Sua difusão se deu entre os jazzmen da década de 1950, em especial com o lendário pianista Thelonious Monk.

O modelo é versátil e mistura leveza com elegância. Por isso, é capaz de compor looks mais casuais e bem-humorados, mas também integrar visuais mais clássicos e sofisticados. O chapéu Pork Pie atravessou o século XXI com um novo suspiro quando o personagem Walter White, de Breaking Bad, passou a utilizá-lo na série.

  1. Siça Ramos
  2. Siça Ramos
  3. Avatar

    AIIII SIIIIIIIIIIRRRR, VOCÊ ARRASA NAS COMPOSIÇÕES DE LOOKS COM ALLSTAR SEM MEIA, ADOOOOOOOOROOOOO, SUPER DESPOJADO COM LEGGING E A BLUSA…

  4. Avatar
  5. Siça Ramos

    As empresas sempre estão mudando, relançando outras bebidas e acabam mudando mesmo, escolha aquela que te agrade flor 😉 beijokas

Por favor, siga e curta:
Facebook
Facebook
Pinterest
Pinterest
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *